Sincofarma SP

Pesquisar
Close this search box.

Associado

Menu

 
 

ASSOCIE-SE:

Vacina da dengue custa até R$ 915 em clínicas de São Paulo

Compartilhe:

Facebook
LinkedIn
WhatsApp

2016-08-02 20:19:04

 

Uma semana após a autorização da venda da vacina da dengue no país, cada uma das três doses pode ser encontrada por até R$ 305 em clínicas de São Paulo.

Esse é mais do que o dobro do preço pelo qual a fabricante, a multinacional francesa Sanofi, vende as doses da vacina para distribuidores e clínicas de imunização –o preço cobrado por dose fica entre R$ 132,76 e R$ 138,73.

Três clínicas já estão oferecendo a imunização. Nos laboratórios Hermes Pardini, unidades Tatuapé (zona leste) e Santana (zona norte), o valor cobrado é de R$ 305. Na clínica Climuni, também em Santana, o preço deve ficar em R$ 250.

Na maioria das clínicas de imunização procuradas pela Folha, a previsão é que a vacina chegue até o final da semana. O preço pago pelo consumidor não deve sair por menos de R$ 200.

Na clínica Vacinarte, na Lapa (zona oeste), a estimativa é que a vacina chegue a partir de quarta-feira e que o preço fique entre R$ 200 e R$ 300.

O preço mais elevado, segundo as clínicas, é devido a impostos, gastos com transporte, já que o material deve ser refrigerado, e à remuneração de profissionais que vão aplicar a vacina.

Em nota à reportagem, a Sanofi Pasteur disse que “o preço para o consumidor final, estipulado pelos centros de vacinação, normalmente leva em consideração também o serviço oferecido. É uma situação diferente da comercialização nas farmácias, por exemplo, em que o consumidor adquire apenas o medicamento e não precisa do serviço de um profissional de saúde”.

Para a efetividade completa da vacina, o cliente deve ser vacinado três vezes, com intervalo de seis meses. Com o preço atual, o total pago pode ficar na casa dos R$ 900.

Para facilitar para os consumidores, os valores podem ser parcelados em até dez vezes no cartão de crédito, dependendo da clínica. Pode haver até desconto se o cliente já deixar pagas as três doses.

AGENDAMENTO

Alguns laboratórios só estão oferecendo a vacina com agendamento, quando se formam grupos de cinco pessoas, porque cada frasco de vacina contém cinco doses. Uma vez aberto, seu conteúdo deve ser aplicado nos cinco pacientes em em um intervalo de seis horas.

No caso do Hermes Pardini, quem quiser se vacinar contra a dengue deve agendar terça ou quinta, das 9h às 14h. Algo semelhante deve acontecer na clínica Faster, no Portal do Morumbi (zona sul), que aguarda a chegada das doses ainda esta semana.

Segundo Ana Paula Pimenta, coordenadora de operação do Hermes Pardini, a clínica foi pega de surpresa com relação aos frascos multidose. “A gente não imaginava que ia ser assim. Estávamos esperando frascos individuais. O agendamento foi a fórmula que a gente conseguiu para se adaptar a essa realidade.”

A Sanofi diz que tem comercializado a apresentação multidose “visando benefícios de amplas cobertura” e por “benefícios logísticos”. “Nos próximos meses, a empresa também prevê a disponibilização da apresentação monodose para a rede particular”, afirma.