Sincofarma SP

Pesquisar
Close this search box.

Associado

Menu

 
 

ASSOCIE-SE:

POP em farmácias e drogarias, para vendas por sistema delivery

POP em farmácias

Compartilhe:

Facebook
LinkedIn
WhatsApp

Requisitos necessários para a elaboração do POP e realização de entrega (delivery) de produtos vendidos por meio remoto.

 

Objetivo

Assegurar a qualidade e a eficácia dos produtos durante transporte do estabelecimento até o cliente.

 

Leia também: Preços de medicamentos especiais sobem 3,21%

 

Tópicos importantes que devem ser observados para antes, durante e depois da entrega.

 

Além da descrição dos procedimentos internos empregados pela empresa para a realização desse serviço, como recebimento, conduta do entregador, destaco aqui os tópicos imprescindíveis que devem ser cumpridos e devem constar no POP de entrega (delivery):

 

  • Apresentação pessoal do entregador
  • Atendimento pós-venda do cliente
  • Relação dos veículos utilizados
  • Documentação dos motoristas e veículos
  • Licenciamento sanitário das motos e veículos
  • Adequação das motos
  • Qualificação de transportador terceirizado, quando se aplicar
  • Limpeza, manutenção e dedetização dos veículos
  • Entregas com retenção de receita de medicamentos controlados e/ou antimicobianos
  • Transporte de medicamentos não sujeitos a controle especial, medicamentos sob controle especial e termolábeis
  • Transporte de cosméticos
  • Transporte de alimentos permitidos em farmácias e drogarias
  • Acondicionamento dos produtos
  • Devolução ou troca de produtos
  • Desistência da compra
  • Entregas não realizadas no dia
  • Planejamento de rotas
  • Rastreamento das entregas
  • Registro de treinamento do condutor.

 

Observações

Cabe ao gestor da empresa ou o proprietário do veículo verificar e aplicar os procedimentos para o transporte de produtos, como verificação e manutenção permanentes do veículo para a pilotagem segura no transporte, suspensão, freio, embreagem, acelerador, nível de combustível, óleo de freio e motor, bateria, sistema de transmissão, pneus, sistema elétrico – além de condições e fixação do baú ou da grelha, do dispositivo retro-refletivo e demais dispositivos e requisitos de segurança necessários para  o transporte de diferentes tipos de mercadorias (avaliação de peso e tamanho).

 

Dica

A empresa deve averiguar se a documentação do condutor e do veículo estão atualizadas, providenciar a manutenção, dedetização, limpeza e adequações de acordo com a legislação vigente, para o requerimento sanitário dos veículos.

 

Referências:

RDC 44/09 – Dispõe sobre Boas Práticas Farmacêuticas para o controle sanitário do funcionamento, dispensação e comercialização de produtos e da prestação de serviços farmacêuticos em farmácias e drogarias e dá outras providências.

 

Portaria 344/98 – Aprova o Regulamento Técnico sobre substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial.

 

RDC 471/21 – Dispõe sobre os critérios para a prescrição, dispensação, controle, embalagem e rotulagem de medicamentos à base de substâncias classificadas como antimicrobianos de uso sob prescrição, isoladas ou em associação, listadas em Instrução Normativa específica.

 

Resolução do Conselho Nacional de Trânsito – CONTRAN Nº 350/2010 – Institui curso especializado obrigatório destinado a profissionais em transporte de passageiros (mototaxista) e em entrega de mercadorias (motofretista), que exerçam atividades remuneradas na condução de motocicletas e motonetas.

 

 

Foto: Freepik
Fonte: ABCFarma
POP em farmácias