Sincofarma SP

Pesquisar
Close this search box.

Acessar

Menu

 
 

ASSOCIE-SE:

MIPs para dores musculares que não podem faltar na sua farmácia

MIPs para dores musculares

Compartilhe:

Facebook
LinkedIn
WhatsApp

Conheça mais os principais Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs) para dores musculares.

 

As dores musculares são companheiras indesejadas de grande parte da população e podem ser desencadeadas por uma série de fatores. Algumas das causas incluem falta de alongamento; contraturas; fadiga muscular; doenças prévias do tendão ou músculo; excesso de exercício; e contusões diretas e indiretas da musculatura, segundo o médico ortopedista e traumatologista do Hospital São Luiz e do Hospital Alvorada e diretor clínico do Instituto Ortopédico Santa Maria, Dr. Marcello Zaboroski.

 

Leia também: Aprovado projeto de lei que inclui o farmacêutico como RT de serviços de vacinação

 

Outras causas frequentes para as dores musculares incluem estresse; fibromialgia; erros de postura no trabalho; doenças infecciosas (dengue, gripe); entorses ou distensões musculares; disfunção de glândulas (tireóide); e efeitos colaterais de medicamentos.

 

Assim, é essencial que a farmácia esteja abastecida.

 


MIPs para dores musculares

 

Confira os fármacos mais utilizados para dores musculares, segundo o médico ortopedista e traumatologista do Hospital São Luiz, Hospital Alvorada e diretor clínico do Instituto Ortopédico Santa Maria, Dr. Marcello Zaboroski:

 

  • Fármacos mais utilizados: analgésicos, anti-inflamatórios não hormonais e relaxantes musculares, além de glicocorticoides em algumas situações.
  • Forma de ação: analgésicos e anti-inflamatórios diminuem a produção de fatores inflamatórios e a sensibilidade local, enquanto relaxantes musculares atuam nas fibras musculares para evitar contraturas.
  • Contraindicações: alérgicos aos medicamentos, gestantes, lactantes, pessoas com doenças crônicas e insuficiência renal.
  • Efeitos colaterais possíveis: o uso prolongado de anti-inflamatórios e analgésicos pode causar dor de estômago, úlceras gástricas e sobrecarga renal.
  • Dispensação responsável: na farmácia, orientar o paciente para consultar um médico antes de utilizar medicamentos, mesmo os isentos de prescrição, para receber orientações sobre os benefícios e riscos associados. O uso prolongado e inadequado de medicamentos pode levar a complicações sérias, como internações, cirurgias e até risco de vida.

 

 

Foto: Shutterstock
Fonte: Guia da Farmácia