Sincofarma SP

Pesquisar
Close this search box.

Associado

Menu

 
 

ASSOCIE-SE:

Reforma tributária é aprovada em comissão do senado

Reforma tributária

Compartilhe:

Facebook
LinkedIn
WhatsApp

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) aprovou nesta terça-feira, dia 7, a proposta de reforma tributária (PEC 45/2019) . O texto segue para análise no Plenário.

 

A PEC transforma cinco tributos (ICMS, ISS, IPI, PIS e Cofins) em três: Imposto sobre Bens e Serviços (IBS), Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS) e Imposto Seletivo (IS).

 

Leia também: Farmanguinhos entrega ao SUS nova opção de remédio para hepatite C

 

Cada novo tributo terá um período de transição. A CBS (federal) e o IBS (estadual e municipal), que tributam o consumo, são formas de Imposto sobre Valor Agregado (IVA), que incide apenas nas etapas do comércio que geram novo valor ao produto ou serviço e assim evita cobranças sobre impostos já pagos.

 

As alíquotas definitivas de cada tributo serão detalhadas depois, em lei complementar, mas estimativas do governo indicam que a cobrança total do novo IVA deve ficar entre 26,9% e 27,5% — já contando com o efeito das exceções adicionais incorporadas pelo relator da reforma, senador Eduardo Braga (MDB-AM) em seu parecer.

 

Reforma tributária
Reforma tributária

 

Reforma tributária prevê redução na alíquota de medicamentos

A proposta prevê redução em 60% da alíquota dos impostos sobre medicamentos, dispositivos médicos, produtos de cuidados básicos à saúde menstrual e serviços de saúde.

 

Já os remédios usados para o tratamento de doenças graves, como câncer, terão a possibilidade de ter alíquota zerada.

 

 

Foto: Reprodução
Fonte: Panorama Farmacêutico
Reforma tributária