Sincofarma SP

Pesquisar
Close this search box.

Associado

Menu

 
 

ASSOCIE-SE:

Baby care – Como impulsionar as vendas da sua farmácia com a categoria

Baby care

Compartilhe:

Facebook
LinkedIn
WhatsApp

Dados revelam o faturamento das vendas de baby care, mostrando quais as categorias com melhor desempenho no último ano.

 

As vendas de produtos de baby care teve faturamento de cerca de R$ 19,9 bilhões em 2022, segundo dados da Euromonitor. No canal farma, os dados apontam para um faturamento de R$ 7,6 bilhões. Entre as categorias, estão fraldas, com R$ 3,6 bilhões; nutrição, R$ 2,3 bilhões; e produtos de toucador infantil, com R$1,6 bilhões.

 

Além disso, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abiphec), o Brasil está em terceiro lugar em vendas de produtos infantis em todo o mundo. “A perspectiva é de que, em 2023, o mercado tenha um crescimento de 6% em valor. Vale observar que a inflação prevista para este ano está em 5,5%, portanto, o crescimento em volume será pequeno dependendo da reposição de preços que o mercado absorver”, explica a diretora vogal do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo & Mercado de Consumo (IBEVAR) e professora da pós-graduação FIA Labfin-Provar, Profa. Tânia Miné.

 

Leia também: Etiqueta eletrônica amplia em até 3% margem dos produtos no varejo

 

Segundo a Mind Shopper, uma forte tendência na linha de cuidados voltados para as crianças/baby, é o uso de fórmulas cada vez mais puras e suaves. Acompanhando a tendência de consumo consciente e voltados à saúde, é importante a transparência nos rótulos sobre o conteúdo oferecido e a origem. Outra aposta das empresas está em produtos para intolerantes à lactose.

 

Baby careBaby care

 

“Os pais, em geral, buscam por promoções para economizar e o benefício da fidelidade pode ser utilizado para atrair clientes e aumentar o tíquete médio da categoria. As ofertas com kits de produtos oferecidos pela indústria ou montados em loja podem ser atrativos para aumentar o número de categorias compradas no mundo do bebê”, complementa a especialista do Ibevar.

 

A exposição e visibilidade dos produtos é importante para facilitar a compra do shopper. O cross-merchandising pode funcionar como uma alavanca de vendas de itens com menor giro, como puericultura, por exemplo.

 

 

Foto: Freepik

Fonte: Guia da Farmácia
Baby care