Sincofarma SP

Acessar

Menu

 
 

ASSOCIE-SE:

Relançamento do Farmácia Popular já tem data

Relançamento do Farmácia Popular

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Participe da nossa palestra sobre o Programa Farmácia Popular, dia 22/06, de forma online e gratuita! Inscreva-se já!

 

novo Farmácia Popular deve sair do papel nesta quarta-feira, dia 7. Segundo informações do Jornal do Commercio (PE), o presidente Lula relançará o programa oficialmente durante visita a Pernambuco.

 

Leia também: Varejo articula mudanças no Farmácia Popular

 

O anúncio acontecerá durante evento no Combaz Eduardo Campos. Segundo a equipe ligada ao presidente, a expectativa é que Lula também visite pelo menos uma unidade do Farmácia Popular no estado.

 

Relançamento do Farmácia Popular
Relançamento do Farmácia Popular

 

O novo Farmácia Popular vem tendo um acompanhamento intenso do varejo farmacêutico. As grandes redes do varejo articulam mudanças para trazer mais segurança ao programa. O objetivo seria dar perenidade à iniciativa, tornando-a uma política de estado, assim como o Bolsa-Família.

 

Na tarde da última terça-feira, dia 30, a Abrafarma apresentou sua agenda legislativa e um dos principais eixos das propostas da entidade envolve o programa.

 

Na opinião da entidade, tornar o programa uma política de estado seria uma forma de solucionar a carência orçamentária que a iniciativa sofre. Nos últimos governos, os fundos destinados a ele foram registrando sequencias de redução, que quase inviabilizaram sua manutenção.

 

Outro ponto indicado pela Abrafarma para o fortalecimento do programa é a inclusão de testes rápidos, vacinas e outros serviços de saúde dentre as coberturas da iniciativa, o que democratizaria o acesso da população a eles.

 

Acesso à Farmácia Popular é desigual

Com o objetivo de fortalecer o programa, o Tribunal de Contas da União apresentou um relatório com sugestões para a iniciativa e apontou uma distribuição desigual de PDVs.

 

De acordo com o documento, os pontos de atendimento estão mais concentrados nas regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste, em detrimento das regiões Norte e Nordeste. Além disso, o TCU também apontou uma “gestão frágil”, passível de fraudes e desvios.

 

Agenda legislativa aponta necessidades do setor

O fortalecimento do Farmácia Popular foi uma das principais requisições apresentadas pela Abrafarma para as autoridades presentes na apresentação de sua agenda legislativa. Mas não foi a única. A entidade busca fortalecer as farmácias como polos de saúde e atenção primária.

 

“A pandemia deu ainda mais vazão à importância das grandes redes de farmácias, que estão nas 1.200 maiores cidades do Brasil, executam mais de 1 bilhão de atendimentos por ano e ministraram 20 milhões de testes da Covid-19, por meio da atuação de 30,8 mil farmacêuticos. Temos capilaridade e qualificação para mudar a realidade de acesso à saúde no país”, acredita Sergio Mena Barreto, CEO da associação.

 

Dentre as requisições estão o fortalecimento da indústria de IFAs em solo nacional, a manutenção do reajuste anual de medicamentos, uma alíquota própria para o setor na reforma tributária, entre outras medidas, que você pode conferir na matéria completa sobre o tema.

 

 

Foto: Reprodução
Fonte: Panorama Farmacêutico