Sincofarma SP

Pesquisar
Close this search box.

Associado

Menu

 
 

ASSOCIE-SE:

Protetor solar nos lábios é fundamental para evitar queimaduras e câncer

Danos solares na região dos lábios

Compartilhe:

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Pele fina, sem glândulas sebáceas e muito exposta à radiação: são esses os três motivos que aumentam os danos solares na região dos lábios.

 

Você já deve ter ouvido que o protetor solar é um produto de uso diário, fundamental para evitar o envelhecimento precoce e o câncer de pele. Por esse motivo, muitas pessoas aderiram ao seu uso, para evitar danos ao colágeno e às estruturas de defesa cutânea, no corpo e no rosto. Mas o que muita gente esquece é que os lábios também precisam de fotoproteção.

 

Leia também: Estudo alerta para necessidade de doses de reforço contra covid-19

 

“Os lábios possuem a pele muito fina, o que os torna mais suscetíveis à ação prejudicial dos raios solares, que pode causar consequências desagradáveis tanto na aparência como aumentando o campo de cancerização desta área. Os lábios, principalmente os inferiores, sofrem muito com a incidência direta dos raios solares e por isso, é necessário que eles estejam protegidos”, explica a Dra. Ana Maria Pellegrini, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. “Os lábios compreendem uma área que muitas vezes é esquecida, mas é muito importante aplicar FPS nessa região também.

 

Na verdade, a área pode realmente ser mais propensa a danos causados pelo sol, uma vez que é constantemente exposta e frequentemente negligenciada. Por essa razão, o carcinoma espinocelular, um dos cânceres de pele mais comuns na região da face, tem maior incidência na região dos lábios”, explica a médica especializada em Dermatologia, Dra. Lilian Brasileiro. “Em aproximadamente 90% dos casos, o câncer ocorre no lábio inferior e o tipo mais comum é o carcinoma espinocelular”, acrescenta a dermatologista Dra. Paola Pomerantzeff.

 

Segundo a Dra. Paola, a pele dos lábios é formada por uma semimucosa, ou seja, uma transição da mucosa da boca para a pele ao redor dos lábios.

 

“Além disso, essa semimucosa não apresenta glândulas sebáceas (glândulas que secretam uma substância que garante a lubrificação da pele do rosto)”, diz a médica.

 

Segundo a Dra. Ana Maria Pellegrini, por esse motivo, expor a região à radiação ultravioleta pode causar não só ressecamento, queimaduras e pequenas manchas e rachaduras, que já causam um dano estético considerável, mas também podem aparecer placas esbranquiçadas, chamadas leucoplasias, que podem evoluir para o câncer.

 

Danos solares na região dos lábios
Danos solares na região dos lábios

 

A Dra. Ana explica que a queimadura ocorre com mais facilidade nesta região e o protetor solar labial é ideal para isso, mas também apresenta outros benefícios: “Ele pode reconstruir a pele ressecada, hidratar, e deixar mais macia e o básico: proteger os lábios da radiação ultravioleta”, explica a Dra. Ana Maria Pellegrini. A classe de protetores labiais de hoje é formulada com ingredientes hidratantes e nutritivos e pode dar um toque de cor ou um pouco de brilho, segundo a médica Dra. Lilian Brasileiro. “Existem produtos com texturas mais fluidas, serosas ou cremosas”, diz a Dra. Lilian.

 

A recomendação, segundo a Dra. Paola Pomerantzeff, é proteger os lábios diariamente. “É importantíssimo aplicar protetor específico para a região dos lábios com FPS, diariamente, e reaplicar a cada 2 horas ou após comer ou beber. Se a pessoa tem o hábito de “umedecer” os lábios com a língua, ou comer ou beber, ou entrar na água, esse protetor labial deve ser reaplicado (após essas ações)”, diz a médica.

 

 

Foto: Reprodução
Fonte: Guia da Farmácia