Sincofarma SP

Pesquisar
Close this search box.
Sincofarma SP

Associado

Menu

 
 

ASSOCIE-SE:

Resolução do CFM pode restringir o uso de cannabis medicinal

Compartilhe:

Facebook
LinkedIn
WhatsApp

Uma resolução do conselho federal de medicina (CFM) pode voltar a restringir o uso de cannabis medicinal no Brasil, essa proposta foi apresentada pela primeira vez em outubro de 2022, mas foi prontamente arquivada devido a sua má recepção. As informações são do portal IstoÉ Bem-Estar.

 

 

Desde então o CFM não tem uma resolução ativa pautando as normas gerais de uso desse tipo de medicamento. No entanto, o planejamento da entidade para o ano de 2024 conta com a tentativa de uma nova oficialização de normas, que podem ser similares ou até iguais as previstas inicialmente.

Essa possibilidade preocupa médicos e pacientes que dependem dos remédios à base de canabinoides para seus tratamentos.

 

Nova resolução pode afetar o uso de cannabis medicinal

O cenário de incerteza faz com que muitos médicos e pacientes se perguntem como suas vidas podem ser afetadas por uma eventual mudança ou reversão de resolução.

 

Leia também: Venda de cannabis nas farmácias aumenta 151,4%

 

Dr. Pedro Pulcheiro, prescritor de cannabis medicinal, falou sobre os possíveis resultados de um aumento nas restrições:

“A restrição do uso medicinal da maconha poderia potencialmente limitar o acesso dos pacientes a um tratamento que tem se mostrado eficaz para uma variedade de condições de saúde. Além disso, poderia desacelerar ou barrar pesquisas científicas sobre a maconha medicinal”, entende.

 

 

 

Ainda segundo o especialista, a Associação Médica Brasileira de Endocanabinologia e a Associação Pan-Americana de Medicina Canabinoide buscam garantir que os médicos não percam o direito de prescrever medicamentos dessa origem para seus pacientes, além de promoverem a conscientização e divulgação de informações verdadeiras sobre esse tipo de medicamento.

 

Fonte: Panorama Farmacêutico

Foto: Freepik

IA da Panvel facilita atendimento nas farmácias

Criada recentemente, a IA da Panvel começou a ser utilizada em cinco farmácias da rede em abril e já está presente em 400 lojas. O Serviço de Orientação Farmacêutica com Inteligência Artificial foi batizado como Sofia, e desenvolvido a partir dos modelos generativos ChatGPT, da OpenAI e Claude, da Anthropic.