Sincofarma SP

Pesquisar
Close this search box.
Sincofarma SP

Associado

Menu

 
 

ASSOCIE-SE:

Sete dicas para aumentar as vendas da sua farmácia durante a Black Friday

A importância de layoutização

Compartilhe:

Facebook
LinkedIn
WhatsApp

Saiba a importância de layoutização através do curso desse sábado (21/10), de Perfumaria: Precificação, Mix de Produtos, e Layout Funcional. Inscrições abertas!

 

Está na hora de começar as preparações para aumentar as vendas na farmácia na Black Friday.

 

Evento já aguardado no calendário promocional, a Black Friday ganha cada vez mais importância na farmácia. Em 2022, o segmento de farmácias e drogarias foi o que mais se destacou dentro do varejo, com crescimento de 25,9% nas vendas neste período, segundo o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA).

 

Leia também: Justiça dá aval a venda de bebidas nas farmácias

 

“A Black Friday tornou-se campanha fixa no planejamento anual de marketing e do comercial das farmácias. A preparação para o lançamento da data vem sendo antecipada cada vez mais. Além das ofertas com preços agressivos, o varejo aproveita para trazer novos clientes, tanto para as lojas físicas quanto para o e-commerce”, afirma a consultora de marketing e sócia da Agos Consultoria, Luciana Motta.

 

Segundo o diretor de inteligência de mercado da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), Alexandre Crivellaro, o canal farma vem crescendo no cenário virtual em cerca de 50% ao ano, com participação de quase 10% nas vendas totais considerando o on-line e off-line.

 

“A Black Friday também pode se tornar uma data importante para esse segmento à medida que o número de consumidores no e-commerce cresce a cada ano”, afirma.

 

Acompanhe as dicas para incrementar as vendas na Black Friday
  1. ESCOLHA DO MIX
    Conhecer o cliente, suas necessidades e seu comportamento de compra é fundamental para determinar o sortimento. Para isso, é preciso analisar os produtos mais vendidos na Black Friday do ano anterior. “Aposte em uma variedade maior de produtos, mesclando entre os campeões de venda e aqueles que estão com mais dificuldade de saída, desde que tenham estoque e estejam com um preço realmente atrativo”, recomenda Luciana.

 

No canal farma, há oportunidades com itens de Higiene & Beleza (H&B), dermocosméticos, vitaminas e suplementos – os mais procurados no período. “Com a relativa proximidade da Black Friday da chegada do verão e das férias, a tendência para essa temporada está na categoria de cosméticos, especialmente produtos voltados para proteção solar e cuidados com a pele. Outro investimento que pode dar retorno para o varejo é a categoria de perfumaria, visando o Natal”, recomenda o vice-presidente da ABComm, Rodrigo Bandeira.

 

  1. ESTRATÉGIA PARA O PONTO DE VENDA (PDV) FÍSICO

A loja física também ganha relevância e, por isso, vale preparar o espaço para entrar no clima da Black Friday. “Tenha uma comunicação visual da campanha bem atrativa, como faixas ou banners na porta da loja, balões, cestões envelopados e um uniforme com a identidade da Black Friday”, diz Luciana.

 

Segundo ela, também é importante investir no treinamento da equipe de vendas e criar campanhas de incentivo com premiações para os colaboradores.

 

  1. EXPOSIÇÃO DE PRODUTO

A exposição é um diferencial para estimular o consumo na loja, chamando a atenção do cliente para as ofertas. Por isso, vale criar pontos extras, expondo os produtos em pontas de gôndolas, cestões, clip strips e no balcão do caixa. “Deixe o produto acessível ao cliente e com uma sinalização de preço visível e personalizada com a identidade visual da campanha”, orienta Luciana.

 

  1. ESTRATÉGIA PARA O E-COMMERCE

O canal digital continua sendo destaque na Black Friday, daí a importância de preparar o site e o app para a data. “Para quem tem e-commerce e um programa de relacionamento com o cliente, este é o momento de potencializá-los. Crie banners na página principal, utilize bem a base de dados, envie e-mail marketing e SMS. Outra opção são as mensagens nos grupos de clientes do WhatsApp, mantendo-os informados de quando será o período das ofertas, quais são elas e as formas de pagamento”, enumera Luciana.

 

Como o WhatsApp é o queridinho do brasileiro, vale pensar em algo específico para esse canal. “Deixe um atendente exclusivo para vendas no WhatsApp e aplicativos, assim ele garantirá agilidade no atendimento desses canais digitais”, diz o Head de Soluções Financeiras na FCamara, Felipe Correia.

 

O executivo sugere que o varejo farma considere o frete como um benefício financeiro, com entregas rápidas e gratuitas para garantir a compra do produto, sem que o cliente abandone o carrinho. “Ofereça também a possibilidade do pagamento via PIX, que já é a segunda modalidade de pagamento do e-commerce mais utilizada, de acordo com o Estudo de Pagamentos GMattos”, diz Correia.

 

  1. MÍDIAS SOCIAIS

Esse é o momento de fazer barulho nas redes sociais. “Gere antecipação fazendo uma contagem regressiva, faça chamadas e crie expectativas junto a sua audiência”, diz Luciana. Que tal contratar influenciadores digitais?

 

Segundo Luciana, essa estratégia permite alcançar um público maior, divulgando as principais ofertas por meio de vídeos curtos em todos os canais em que a marca estiver presente, como Instagram, Facebook, Tik Tok e Threads.

 

“É preciso ter uma estratégia bem definida para cada rede social”, lembra a executiva. Além disso, ter um colaborador preparado para atender às dúvidas do cliente com agilidade e simpatia. Nas redes sociais (e também no YouTube ou em outras plataformas), o Live Shopping cresce no Brasil e pode ser um diferencial na Black Friday, de acordo com Isabella, da VTEX.
 
“Uma pesquisa da Ebit|Nielsen mostrou que a indústria de live sales tem potencial de crescer 26% ao ano no País e encostar rapidamente no próprio e-commerce. Essa modalidade de vendas utiliza a dinâmica do streaming para tornar o processo mais interativo e dinâmico, principalmente por melhorar a experiência de compra dos consumidores e aumentar as taxas de conversão dos lojistas.”
 
A importância de layoutização
A importância de layoutização

 

  1. PREÇOS

Preço atrativo é o que o consumidor mais espera neste período. Importante: ele está cada vez mais atento às práticas enganosas que foram usadas no passado.

 

“O perfil do consumidor mudou, ele não é mais o mesmo de antes que aceita ser enganado. Muito pelo contrário, hoje em dia, a pesquisa de preço começa antes da Black Friday para saber se realmente está valendo a pena ou não adquirir o produto”, diz Luciana. Segundo ela, negociar rebaixar os preços com a indústria é uma forma de o varejo farma garantir uma margem positiva.
 
“Preço é um ponto de atenção. Evite a expressão ‘Tudo pela metade do dobro’. Consumidores têm fácil acesso a preços, seja pelo celular, seja pelo computador, acessando diversas páginas ao mesmo tempo. Você deve estar dentro do que o mercado está aplicando”, lembra Correia, da FCamara.

 

  1. AÇÕES PROMOCIONAIS

Programas de fidelidade, cashback, promoções do tipo “leve X, pague Y”, são algumas das ações que podem ser adotadas pelos varejistas, como sugere Correia.

 

“Mescle as divulgações entre os meios tradicionais e os atuais. Mídias, como carro de som, rádios, outdoor, panfletagem e locução em porta de loja ainda funcionam muito. Aproveite também os canais digitais”, recomenda Luciana.

 

 

Foto: Reprodução
Fonte: Guia da Farmácia
IA da Panvel facilita atendimento nas farmácias

Criada recentemente, a IA da Panvel começou a ser utilizada em cinco farmácias da rede em abril e já está presente em 400 lojas. O Serviço de Orientação Farmacêutica com Inteligência Artificial foi batizado como Sofia, e desenvolvido a partir dos modelos generativos ChatGPT, da OpenAI e Claude, da Anthropic.