Sincofarma SP

Pesquisar
Close this search box.

Associado

Menu

 
 

ASSOCIE-SE:

Uso indiscriminado da tadalafila como parte da rotina de treino

Tadalafila

Compartilhe:

Facebook
LinkedIn
WhatsApp

Tadalafila – Fala de participante do Big Brother Brasil reacende alerta sobre perigo do uso irracional de medicamentos.

 

Medicamento utilizado no tratamento da disfunção erétil, a tadalafila, ganhou destaque recentemente devido à declaração surpreendente de MC Bin Laden, participante do Big Brother Brasil 2024 (BBB24), revelando seu uso como parte de sua rotina de treinos na academia. Apesar do tom descontraído da declaração, o Conselho Federal de Farmácia (CFF) expressa sérias preocupações sobre o uso indiscriminado desse medicamento, principalmente por indivíduos sem disfunção erétil diagnosticada.

 

A tadalafila atua dilatando os vasos sanguíneos, o que pode levar a um aumento momentâneo do fluxo sanguíneo durante o exercício. No entanto, o medicamento não foi desenvolvido para esse fim e alertas são emitidos sobre os perigos de buscar atalhos no desempenho físico sem supervisão profissional.

 

Leia também: Com nova política para a indústria, Brasil almeja produzir 70% dos medicamentos e vacinas

 

“Medicamentos, incluindo a tadalafila, não devem ser tratados de forma leviana. Seu uso deve aderir estritamente às orientações, evitando práticas que possam comprometer a saúde pública. A combinação de prática de exercícios físicos com o uso irresponsável de medicamentos é encarada como potencialmente prejudicial à sociedade”, esclarece a conselheira federal de Farmácia de Sergipe, Fátima Cardoso.

 

Como qualquer medicamento, o uso indiscriminado da tadalafila pode causar reações adversas e perigosas interações com outros medicamentos. Alguns dos efeitos colaterais mais comuns incluem dor de cabeça, indigestão, dor nas costas, rubor facial, congestão nasal e dores musculares. Em casos raros, pode causar alterações na visão, audição ou batimentos cardíacos.

 

“É importante lembrar que a tadalafila não deve ser usada por todos os homens, especialmente aqueles que têm problemas cardíacos ou que tomam medicamentos contendo nitratos. O uso desse medicamento deve ser sempre prescrito e os pacientes devem seguir cuidadosamente as instruções de dosagem e administração sob orientação do farmacêutico”, afirma Fátima.

 

Tadalafila
Tadalafila

 

Aumento nas vendas do medicamento preocupa

Para além da exposição notória no programa de TV sobre o uso da tadalafila como parte da rotina de treinos, o medicamento também se tornou alvo de entretenimento. No ritmo animado do pagodão baiano, o locutor e animador Valmar Cruz, de 42 anos, ganhou destaque ao cantar: “O citrato é passado, na farmácia formou fila, todo mundo quer comprar o tal da tadalafila”. Atuando na divulgação de promoções em farmácias no interior da Bahia, Cruz viralizou nas redes sociais com um vídeo publicitário da tadalafila. Com uma abordagem moderna e apelo aos jovens, o medicamento também se transformou em tema de músicas, indo desde o piseiro até o funk. O clipe da canção “Tadalafila”, interpretada pelo grupo Piseiro do Barão, já acumula mais de 470 mil visualizações no YouTube.

 

Tanta divulgação resultou em um aumento expressivo na venda da tadalafila. Foram comercializadas 43,1 milhões de unidades do medicamento em farmácias em 2023, indicando um crescimento de 38,9% em relação a 2022, segundo dados da Close-UP International.

 

“O fato é que os medicamentos não são brincadeira. Todos possuem riscos e benefícios associados ao seu uso, e é importante que sejam usados apenas quando necessário e de acordo com as instruções do farmacêutico. Esses casos que enaltecem o uso da tadalafila podem gerar graves consequências e devem ser repercutidos como exemplos errôneos da mistura de diversão com uso de medicamentos”, finaliza Fátima.

 

 

Foto: Reprodução
Fonte: CFF