Sincofarma SP

Pesquisar
Close this search box.

Associado

Menu

 
 

ASSOCIE-SE:

Consumo de medicamentos para saúde mental cresce 36%

Compartilhe:

Facebook
LinkedIn
WhatsApp

De acordo com dados do CFF, o consumo de medicamentos para saúde mental nos últimos quatros anos cresceu 36%. Dentre esses remédios estão antidepressivos e estabilizadores de humor. As informações são do Mundo RH.

 

Esse cenário preocupante não é exclusividade do Brasil. Em nível mundial, uma em cada oito pessoas tem encontrado dificuldades na área psicológica e psiquiátrica.

Essa maior demanda por medicamentos para saúde mental vem estimulando as farmacêuticas a buscar tratamentos com menos efeitos colaterais e uma eficácia maior.

 

MEDICAMENTOS PARA SAÚDE MENTAL SÃO ALVO DE INVESTIMENTO

A pesquisa e o desenvolvimento de novos remédios para o sistema nervoso central e medicamentos para saúde mental receberão um aporte de R$ 80 milhões da Prati-Donaduzzi.

 

Leia também: Uso de versão genérica de anestésico pode revolucionar o tratamento da depressão grave

 

A farmacêutica irá concretizar esses investimentos até o fim do ano. Na visão da empresa, os fármacos são um apoio importante no conceito de estresse a que muitos estão expostos.

“Os desafios das relações sociais, intensificados pelo estresse e pressões diárias, podem ser amenizados com o suporte medicamentoso apropriado”, comenta a pesquisadora da Prati-Donaduzzi, Emanuelle Webler.

 

Foto: Freepik
Fonte: Panorama Farmacêutico